O que é e como funciona a remuneração variável

A Remuneração Variável é condicionada normalmente a resultados vinculados a metas e a um determinado período de tempo definido pela empresa. Esses resultados podem ser individuais, por equipe, por departamento ou para toda a empresa e os resultados são medidos por indicadores de desempenho, por OKR’s ou por análises contábeis. Além de ser conhecida também por comissão ou bonificação, essa modalidade de remuneração é um complemento ao salário fixo do trabalhador.

No Brasil, a Remuneração variável está prevista na Constituição Federal (inciso XI do art. 7) há bastante tempo e mais de 85% das empresas utilizam esse método de remuneração. Os modelos mais conhecidos por todos os brasileiros são:

a) Comissão
b) Bônus
c) Campanhas de incentivo
d) PLR

Uma alternativa para todas as empresas é a utilização da remuneração variável, como forma de diminuir os custos fixos e ao mesmo tempo estimular/motivar mais os colaboradores.

Não existe uma modelagem padrão de remuneração variável, cada empresa constitui por diferentes formas, seja por atingimento de meta individual, por departamento ou até mesmo o PLR anual para a empresa toda. Muitas vezes cada departamento tem um modelo de comissionamento, por exemplo, o departamento Comercial é comissionado pela quantidade de vendas no mês ou por um valor X vendido no mês. Já o departamento Financeiro pode ser comissionado pela diminuição da inadimplência.

Outros modelos de comissionamento podem ser por quantidade de produto, por quantidade de clientes, por produtos específicos, por valor total de parcelas, por valor de setup/ativação, entre outros.

Cada vez mais as empresas estão investindo nesse modelo, tornando assim um atrativo bem interessante para todos.

 

NOS ACOMPANHE NAS REDES SOCIAIS

                                                                                 

 

FALE COM UM ESPECIALISTA