Qual a importância da remuneração variável nas empresas?

Muitas empresas vêm adotando a remuneração variável como uma forma de complementar o salário fixo ou até mesmo uma bonificação extra para seus colaboradores, afim de estimular o crescimento não só da própria empresa como de seus colaboradores.
 
Para as empresas o benefício de se ter remuneração variável é extensa, além de manter sempre os colaboradores engajados e motivados, também é uma forma bem simples de reduzir os custos fixos da companhia. Por outro lado, a remuneração variável para os colaboradores não é de todo mal, pois depende única e exclusivamente de cada colaborador produzir o seu salário no final de cada ciclo estabelecido pela empresa.
 
Um colaborador motivado e engajado é um colaborador feliz e que se sente valorizado, ele contribuirá individualmente ou em grupo para o crescimento da empresa e para seu próprio crescimento.
 
Muitas empresas adotam esse estilo de remuneração não somente na área comercial, mas em toda empresa, estimulando diversas áreas ao mesmo tempo e criando uma competição saudável entre elas. Uma remuneração variável não está ligada somente há dinheiro, existem várias formas de remunerar um colaborador individualmente ou uma equipe, como por exemplo, prêmios em equipamentos eletrônicos, ingressos de shows, jantares, viagens. Tudo pode tornar-se remuneração e competição saudável.

Existe um método padrão de remuneração variável?

A resposta é NÃO, pois cada empresa precisa definir seu modelo de acordo com alguns critérios, como por exemplo, “Quais os objetivos a serem alcançados pela empresa” e “Qual o perfil dos meus colaboradores”. Além dessas definições é de extrema importância que a empresa determine metas perceptíveis e palpáveis, para que seus colaboradores saibam que não irão entrar no famoso “conto de fadas”.
 
Muitos colaboradores não entendem os objetivos das empresas e suas metas, por isso a remuneração variável vem se tornando imprescindível nas empresas, pois através delas e das metas estabelecidas pelas companhias os colaboradores entendem com maior facilidade onde a empresa precisa chegar e o que precisa ser feito.
 
Ainda não possui remuneração variável na sua empresa? Abaixo alguns exemplos que podem ajudar.
 
1)     Pagamento de 2.0% sob o valor total das vendas;
2)     Pagamento de 5.0% sob o valor total das parcelas de todas as vendas;
3)     Pagamento de 10.0% sob um produto específico ou pela quantidade desse produto;
4)     Pagamento de 15.0% sob o valor de setup ou ativação;
5)     Pagamento de PLR (valor fechado ou %) anual sob o valor ou % de crescimento da empresa;
 
Sua empresa já possui modelo de remuneração variável e seu financeiro ou comercial controlam os ganhos e perdas por planilhas? Saiba mais como o SalesRace pode ajudar a sua empresa. 
 

 

NOS ACOMPANHE NAS REDES SOCIAIS